Warning: array_merge(): Argument #2 is not an array in /home/oncotek8/public_html/site/wp-includes/load.php on line 63

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/oncotek8/public_html/site/wp-includes/load.php:63) in /home/oncotek8/public_html/site/wp-content/plugins/sg-cachepress/class-sg-cachepress.php on line 311
Hematologia: conheça mais sobre a especialidade que cuida das doenças do sangue | Oncotek

Entre em contato

(61) 3035-8200

(61) 99873-0700

Funcionamento

SEG-QUI • 8h às 18h
SEX • 8h às 17h

Blog Oncotek

Hematologia: conheça mais sobre a especialidade que cuida das doenças do sangue

17 de agosto de 2017

Presente em todo o corpo, poucos sabem que a medicina tem uma área dedicada apenas a ele. O sangue, assim como tudo que desempenha funções no organismo, também pode ser atingido por doenças, e o especialista que cuida desses problemas é o hematologista.

A hematologia é a área da medicina que estuda todos os componentes relacionados ao sangue: glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. Além disso, esse especialista também investiga os órgãos onde ele é produzido, como a medula óssea, gânglios linfáticos e o baço.

As células do sangue possuem funções diferentes. Os glóbulos brancos ou leucócitos realizam a defesa do organismo, as plaquetas são responsáveis pela coagulação e os glóbulos vermelhos ou hemácias carregam proteínas para nutrir o corpo. Cada um deles possui uma quantidade considerada saudável no organismo, a falta ou excesso dessas células indicam que algo está errado. O hemograma é o exame que dá essas informações e, junto à avaliação clínica, é a principal ferramenta do hematologista.

Entre as doenças tratadas por este profissional, estão anemias, trombose, hemofilia, doença falciforme, entre outras. Porém, esta especialidade está intimamente ligada à oncologia, pois é ela que faz o diagnóstico e trata os cânceres linfoma, leucemia e mieloma.

“O procedimento para todo paciente que chega ao consultório é o mesmo. Primeiro são avaliados os sintomas, que são, na maioria, cansaço, sonolência e palidez. Alguns ainda podem apresentar sangramento na gengiva ou presença de caroços palpáveis. Com o hemograma, é possível identificar perfeitamente se a doença é maligna ou benigna.” 

Drª Nádia Misael- Hematologista

O plano de tratamento para os casos malignos pode envolver quimioterapia, radioterapia ou transplante de medula óssea. Como problemas benignos desta área também podem surgir em pacientes com câncer, esse profissional dá suporte ao oncologista, garantindo maior segurança na prescrição dos medicamentos.

“Para realizar os ciclos de quimioterapia, o oncologista precisa que hemograma esteja bom, então nós ajudamos nesse quesito. As duas especialidades também atuam juntas se o paciente com câncer tem um queixa de anemia, por exemplo, e não pode ser suplementado com ferro. Ou nos casos de trombose, onde é necessário um medicamento para evitar a coagulação durante o tratamento, então avaliamos se mantém após a remissão ou não”, completa a médica da Oncotek.

Por não serem observadas causas para as doenças hematológicas, não existe passos para a prevenção.

“A genética e a hematologia andam juntas. Todas as doenças oncológicas são alterações genéticas. Já as benignas, mesmo que tenham algum motivo aparente, ainda sim são determinadas pela genética.”

Remodal